Pesquisar no site


Contato

Canil Lilou Simon
Enviamos para todo o Brasil!

(51)99767-8800
Insta: @liloucanil
Face: Canil Lilou Simon

Usamos e Recomendamos:

Lhasa Apso X Shih Tzu

 

É normal confundir Lhasa Apso com Shih Tzu. Apesar de fisicamente parecidos, são raças com diversas peculiaridades e características que as diferenciam.

Como criadora de Lhasa Apso há 12 anos, citarei brevemente e de forma totalmente parcial, características das duas raças.

- O focinho do Lhasa, por ser um pouco mais longo, não costuma ser responsável por desconforto respiratório, chiados e roncos. Problemas comuns em cães de focinhos achatado são estenose de narinas, palato mole alongado e hipoplasia traqueal. Esses males, que afetam com frequência Shih Tzus, raramente são diagnosticados em Lhasas.

 

- Os olhos do Lhasa apso são de tamanho médio, ovalados e de aparencia normal. Enquanto os do Shih Tzu são redondos, grandes e algumas vezes saltados, o que exige atenção e cuidados, devido ao risco de perfurações e traumas. É comum que raças de olhos grandes tenham úlcera de córnea e exoftalmia (quando o olho salta do globo ocular).

 

- A expressão facial do Lhasa Apso deve transmitir paz e serenidade. Enquanto que, a de um bom Shih Tzu, passa um ar de superioridade aristrocata.

 

- O Lhasa é um cão rústico. Quando peludo, tem uma beleza estonteante, chamando atenção por onde passa. Todavia, se for tosado, mostra-se um cão bonito e de aparência natural, semelhante à um beagle (se for raspado) ou à um ursinho (com tosa bebê).

 

- O peso dos Lhasas costuma ser entre 5 e 9kg. E dos Shih Tzus entre 4,5 e 8,5kg. A altura na cernelha dos Lhasas fica 25cm em média, e dos Shih Tzus 28cm. Ambos cães de pequeno porte, porém com uma boa estrutura óssea, que confere resistência em casos de acidentes. É muito raro machucarem ou terem fraturas.

 

- O Lhasa é independente e intuitivo. Os exemplares típicos são reservados com estranhos, logo, para você ter o carinho de um Lhasa, deve primeiro conquistá-lo. Normalmente, “sentem a energia” das pessoas antes de se aproximar. Não são inconvenientes ou carentes, sabem quando os humanos querem receber ou dar carinho.

 

- Lhasas se adaptam em diversos ambientes e estilos de vida. São indicados para pessoas que passam boa parte do dia fora e moram em pequenos espaços. Como foram criados nos templos budistas, são cães silenciosos, latem somente para avisar aos donos que algo está errado (e justamente por isso, são excelentes cães de alarme). Adultos raramente choram, destroem móveis e objetos quando ficam sós.

 

- Não necessitam (e nem gostam) de passear diariamente. Atividade favorita: uma boa soneca. 

 

- Quando acostumados desde filhotes ao convívio com crianças, se tornam cães pacientes e que adoram brincar. Todavia, a criança deve respeitar os limites do cão. Nem sempre um lhasa vai gostar de colo ou de ter sua refeição e sono interrompidos.

 

- Em ambas as raças, exemplares agressivos devem ser afastados da reprodução. Apesar de levemente desconfiados, lhasas não devem morder.

 

- A coprofagia (ato de comer as próprias fezes) é corriqueira na maioria dos Shih Tzus. Nos Lhasas, é raro, costuma ser facilmente resolvido.

 

- Lhasas são muito higiênicos e aprendem desde novinhos, com suas mamães, o lugar de fazer suas necessidades sem qualquer tipo de adestramento especial.

 

- Ambas as raças adoram ter a pelagem escovada e tomar banho. Ficam exibidos e radiantes quando sabem que estão lindos e cheirosos, são verdadeiros amores.

 

 

 

*O Lhasa Apso adulto que aparece na maioria das fotos é Chic Choix Brent Tarleton, melhor lhasa 2006 e 2007, pai, avô e bisavô de muitos de nossos cães.

 

 

 

 

Filhotes:

Lhasa Apso e Shih Tzu

 

Penteados:

Shih Tzu e Lhasa

 

O que se esconde por baixo da pelagem:

Shih Tzu e Lhasa tosados.